Graças às doações do ano passado, SOS Pantanal começa a entregar tanques pipa para combate à incêndios no Pantanal.

Por 9 de fevereiro de 2021fevereiro 10th, 2021Notícias

Entre os dias 01 e 05 de fevereiro, a equipe do SOS Pantanal esteve em campo na região de Poconé para realizar a entrega dos dois primeiros tanques pipa que fazem parte do programa Brigadas Pantaneiras. Esse programa é uma iniciativa da SOS Pantanal que visa a estruturação de brigadas rurais voluntárias no Pantanal Norte. 

 

Estes tanques pipas têm capacidade para 5 mil litros de água e podem ser acoplados a tratores, o que possibilita um acesso a áreas remotas onde outros maquinários não conseguem chegar. Os tanques possuem uma bomba de alta pressão que lança o jato d’água longe o suficiente para um combate com segurança, além de terem a capacidade de sugar a água de alguma fonte e reabastecer o tanque.

Tanque pipa demonstrando o poder de combate no SESC Pantanal

Entrega do primeiro pipa

Como primeira ação dessa expedição, no dia 02 de fevereiro, houve uma reunião entre organizações, setores privados e públicos da região com o objetivo de alinhamento dos planos de prevenção e combate aos incêndios de 2021. Estavam presentes na reunião a SOS Pantanal, AECOPAN (Associação Civil de Ecoturismo do Pantanal Norte), ONG Panthera, a Secretaria de Meio Ambiente de Poconé, representantes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Guias de turismo e representantes do Sindicato Rural de Poconé e do Movimento Guardiões do Pantanal.

 

Reunião na Faz. Pouso Alegre.

 

Esse encontro ocorreu no km 30 da transpantaneira na Fazenda Pouso Alegre. Após a conversa, ocorreu a entrega oficial do primeiro tanque pipa para Benedito Freitas, representante da AECOPAN.

 

Entrega oficial do primeiro tanque pipa para Benedito Freitas, representante da AECOPAN.

 

Segunda entrega

A segunda entrega foi realizada no Parque SESC Baia das Pedras, no SESC Pantanal. O SESC é um polo socioambiental na região que além de prestar apoio a comunidade de seu entorno, faz a gestão da maior RPPN do Brasil (RPPN SECS Pantanal), com 108 mil hectares.

 

Segunda entrega de tanque pipa no Parque SESC Baia das Pedras, no SESC Pantanal. Foto: Gustavo Figueirôa

 

A Instituição já possui uma estrutura de combate a incêndios e no ano passado e mesmo assim, no ano passado a RPPN SESC Pantanal teve 93% de sua área consumida pelo fogo. A doação desse tanque-pipa será um reforço nessa estrutura e irá fortalecer a parceria entre o SESC e o SOS Pantanal.

 

Entrega oficial entre Felipe Dias (Diretor Executivo do SOS Pantanal e Christiane Caetano – diretora do Sesc Pantanal). Foto: Gustavo Figueirôa

 

Na ocasião estavam presentes Carlos Artexes – diretor geral do Sesc Nacional, Cristina Cuiabália – gestora da Reserva Particular do Patrimônio Natural Sesc Pantanal e Christiane Caetano – diretora do Sesc Pantanal.

 

Reunião no Sindicato Rural de Poconé

Após a entrega dos tanques-pipas, a equipe do SOS se reuniu com o Raul Santos Costa Neto, presidente do sindicato rural de Poconé, de modo a conhecer melhor o trabalho do sindicato, expor os planos do SOS, unir forças para os combates aos incêndios futuros e buscar pautas comuns para o desenvolvimento sustentável do Pantanal.

 

Equipe SOS Pantanal com Raul Costa, Presidente do Sindicato Rural de Poconé.

 

Monitoramento da recuperação do Pantanal.

Após as visitas, a equipe desceu até o Porto Jofre, para registrar a evolução das áreas afetadas pelos incêndios no ano passado. De barco, percorrendo o Rio São Lourenço e seus afluentes, na região do Parque Estadual do Encontro das Águas, visitaram algumas das áreas que mais foram afetadas pelo fogo em 2020. 

 

Imagem comparativa das áreas afetadas pelo fogo em Setembro, e como estão atualmente. Foto: Gustavo Figueirôa

 

Imagem comparativa das áreas afetadas pelo fogo em Setembro, e como estão atualmente. Foto: Gustavo Figueirôa

 

Constatou-se grande elevação no nível do rio em relação ao ano passado e uma mudança brusca da paisagem. O que antes era tomado de cinzas já se encontra predominantemente verde, dando uma falsa impressão de que o bioma já está recuperado. O bioma ainda está longe de estar saudável. Grande parte do verde que percebemos é em função de capins e cipós, vegetações primárias de rápido crescimento que tomaram conta de árvores queimadas. 

 

Vegetação coberta por cipós e capins no Parque Estadual do Encontro das Águas. Foto: Gustavo Figueirôa

 

Ao longo do dia a equipe encontrou diversos animais como famílias de ariranhas, macacos bugio e diversas espécies de aves. 

 

Ariranha avista ao longo do rio. Foto: Gustavo Figueirôa

 

 

Parcerias estratégicas

No último dia de expedição, já em Cuiabá, nos reunimos com a diretoria do SESC Mato Grosso e do SEBRAE Mato Grosso para alinharmos as demandas e entregas de auxílio para as comunidades. Em ação conjunta com essas duas instituições, iremos disponibilizar a população além de alimentos básicos, cursos de capacitação e treinamento que irão contribuir tanto com o desenvolvimento humano quanto profissional da comunidade do  Pantanal Norte.

 

Equipe SOS Pantanal e SESC MT.

 

Reunião entre SOS Pantanal e SEBRAE MT.

 

Mais uma vez agradecemos o apoio de cada um de vocês! Juntos, estamos conseguindo fazer a diferença! Seguiremos contando com o apoio e doações de vocês!

Acompanhe as nossas redes sociais e blog para novas atualizações de nossas ações no Pantanal!

 

Texto por: Fernanda Sá