O PANTANAL PRECISA DE VOCÊ

Informar e promover o diálogo para um Pantanal sustentável.

VOLTAR

Pantanal de Porto Murtinho

Quando se fala em Pantanal, vem à cabeça o longo bioma que atravessa o sul do Mato
Grosso, o noroeste do Mato Grosso do Sul, e partes dos territórios do Paraguai e da
Bolívia. Dentro do complexo nos limites brasileiros, é possível identificar onze sub-
regiões. Vamos tratar um pouco delas, começando por Porto Murtinho.

Mapa dos municípios de Mato Grosso do Sul, com Porto Murtinho destacado em vermelho. Fonte: Wikipedia

Porto Murtinho, no extremo sul do Pantanal brasileiro e portanto colado no Paraguai,
fica abaixo do encontro do rio Nabileque com o rio Paraguai. Ao norte está o rio
Aquidauana, e ao sul fica o Apa.

A área recebeu o nome do município hoje já centenário, que homenageia Joaquim
Murtinho, senador na virada para o século XX durante o governo Campos Sales.
Das onze sub-regiões, Porto Murtinho é a segunda menor, ocupando nem 3% do
Pantanal brasileiro. Inclusive toda a área está dentro apenas do município homônimo,
que é o terceiro mais extenso do Mato Grosso do Sul.

Pantanal de Porto Murtinho destacado em verde. Fonte: SOS Pantanal – Eduardo Reis

Lá, as inundações atravessam de quatro a seis meses, e a grande atração divulgada na
cidade são as trilhas que rendem belas vistas aos visitantes: o Morro Pão de Açúcar,
que com 550 metros de altura permite que se contemple o Pantanal do Nabileque, o
Pantanal do Chaco e as áreas de limite com o Paraguai; o Fecho dos Morros, um dos
mais altos pontos do rio Paraguai, muito atrativo para pescadores; e o Morro Celina,
na margem paraguaia da descida do rio, onde o olhar traz a impressão de que as
pedras e rochas estão suspensas.

Terminal de Porto Murtinho – Foto: Toninho Ruiz

A pesca na região respeita o período da piracema no rio Paraguai, por volta do início
de novembro ao final de fevereiro. Na área estão os mais conhecidos peixes de água
doce do Brasil, como o pintado, ao dourado, o barbado e o pacú.

É também ali na área de Porto Murtinho que passará a Rota Bioceânica, uma ponte
que ligará o lado brasileiro à cidade de Carmelo Peralta, no Paraguai, um novo
escoamento de produtos do Brasil rumo ao Oeste, alcançando o Chile e tendo um
caminho mais curto à Ásia.

Estátuas de Tuiuiús na cidade de porto Murtinho. Fonte: Internet

Siga acompanhando nosso especial sobre as sub-regiões. Em breve, voltaremos com
mais uma área do Pantanal.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *