Skip to main content

Cobertura do solo e uso de terra no Pantanal

 

Localizado na porção central da América do Sul, O Pantanal é a maior planície alagável do planeta. 

Apesar de ser um dos menores biomas que existe, ocupando apenas 1,8% do território nacional, é detentor de um importantíssimo e complexo ecossistema, além de abrigar uma rica biodiversidade.

Você sabe como é a cobertura e o uso da terra nesse pequeno e gigante bioma? Vem com a gente que vamos entender juntos. São muitos números então vai acompanhando no mapa que tudo vai fazer sentido.

Cobertura e uso do solo atual

 

Vamos começar analisando a situação de cobertura e uso do solo atual, através do mapa produzido pelo MAPBIOMAS, que analisou imagens de satélite entre 1985 a 2020, gerando um resultado com um alto nível de precisão. Dos aproximadamente 151 mil km² totais do Pantanal em solo brasileiro, a formação é dividida em:

Corpos D’água: 3,3% é coberto por corpos d´água, ou seja: rios, lagos, lagoas, corixos, baías…

Formações naturais não florestais: 46,9% do bioma é coberto por formações naturais não florestais, ou seja, vegetação nativa predominantemente rasteira. 14% dessas formações são campos alagados e áreas pantanosas e 86%, formação campestre (os famosos capins nativos).  

Formação Florestal: 33,3% do Pantanal é coberto por florestas propriamente ditas, sendo o bioma mais preservado por cobertura vegetal nativa do Brasil. São os capões e cordilheiras que raramente inundam, permitindo uma vegetação mais robusta crescer. Da área coberta por florestas, 42% é composta por formações savânicas e 58% por formações florestais (árvores mais altas).

Agopecuária: 16,2% do solo pantaneiro é utilizado para a agropecuária, sendo que 99% é utilizado para pastagem e apenas 1% para agricultura. Esse cenário é explicável devido às estações bem definidas de seca e cheia no Pantanal. Durante os períodos de cheia, o bioma se torna em grande parte alagado, se tornando muito arriscado e até inadequado investir em agricultura. O gado, por se mover, pode ser transportado para um local seguro em caso de cheias intensas.

Em um grande resumo, em 2020, 83,8% do bioma era composto por áreas naturais.

Evolução anual e da cobertura e uso da terra (1985-2019)

 

Nessa segunda perspectiva, vamos fazer a análise das mudanças da cobertura e uso da terra de 1985 para 2020 utilizando a medida Mha, que significa, um milhão de hectares. Vamos lá:

Campos e Campo Alagado: Em 1985 o Pantanal continha 6,5 Mha de campos e campos alagados. Essa medida subiu para 7,8 Mha em 2020. 

Florestas e Savanas: As florestas e savanas que ocupavam 6,1 Mha do bioma tiveram uma redução em seu território, passando a ocupar 5,2 Mha. 

Pastagem: Já o inverso pode ser observado em relação às pastagens que de 0,7 Mha passaram a ocupar 2,4 Mha. 

O que aprendemos com essa grande aula de geografia e interpretação de mapa? Que as coisas não estão nada fáceis para o Pantanal e as queimadas intensas só ajudam a intensificar esse processo de perda de cobertura vegetal e, consequentemente, de perda de vida!

 

O mapa do Pantanal e de todos os outros biomas brasileiros podem ser acessados no site do MapBiomas, clicando aqui.

Texto por Fernanda Sá
Revisado por Gustavo Figueirôa

Close Menu