O PANTANAL PRECISA DE VOCÊ

Informar e promover o diálogo para um Pantanal sustentável.

VOLTAR

Pantanal é o bioma com menos espécies ameaçadas segundo Livro Vermelho

Espécies ameaçadas e espécies ameaçadas endêmicas de cada bioma – Reprodução do Livro Vermelho da Fauna Ameaçada de Extinção – ICMBio

O Pantanal é o bioma com menos espécies que podem desaparecer do planeta, segundo o Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção, lançado pelo ICMBio em janeiro. A maior planície inundável do mundo teve 1 236 espécies avaliadas das quais 36 correm algum risco de serem extintas. Além de ser o bioma com menor número total de espécies ameaçadas, também apresentou a menor porcentagem em relação ao total (2,91%), como pode ser observado no gráfico abaixo.

A Mata Atlântica apresenta a situação mais crítica, com quase metade do total das espécies ameaçadas do Brasil. São 593 animais em risco dos quais 452 só existem no bioma.

Proporção entre espécies ameaçadas e não ameaçadas que ocorrem em cada bioma – Reprodução do Livro Vermelho da Fauna Ameaçada de Extinção – ICMBio

O mapeamento da fauna brasileira foi iniciado em 2009 e utilizou os critérios da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza, na sigla em inglês). 1 270 especialistas da comunidade científica se envolveram no processo de estudo de 12 254 espécies. Segundo o ICMBio, 100% das espécies de mamíferos, aves, répteis, anfíbios e peixes foram avaliadas.

A nova lista possui 1 173 animais ameaçados divididos em três categorias. Criticamente em Perigo, Em Perigo e Vulnerável (veja o gráfico abaixo).

Segundo o Livro, a baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae) e a arara-azul (Anodorhynchus hyacinthinus) foram algumas das 170 espécies que deixaram de ser consideradas ameaçadas de extinção. Os principais fatores que levaram a mudanças no status de algumas espécies foram: o redescobrimento de animais extintos em algumas áreas, aumento populacional ou aumento da proteção do habitat onde a espécie se encontra.

Porém, o livro anterior, publicado em 2008, contabilizava 627 animais ameaçados, mas apenas 1 137 espécies foram analisadas e, por isso, não pode ser comparado com o livro atual.

A arara-azul (Anodorhynchus hyacinthinus) saiu da Lista de Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção graças aos esforços do Projeto Arara Azul – Foto: Peter Nijenhuis/ Creative Commons

Saiba mais sobre o Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção

Publicado pelo ICMBio, o Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção é a relação oficial de animais que correm risco de desaparecer do planeta. Em 2014 o Ministério do Meio Ambiente (MMA) publicou a Lista da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção, que foi utilizada para a confecção do Livro.

Enquanto a lista do MMA aponta apenas a classificação da espécie, o Livro Vermelho traz informações sobre os biomas. Além disso, há fichas detalhadas sobre os animais que ajudam a entender onde surgem as ameaças e o que é preciso fazer para combatê-las. Essas informações são enviadas para a IUCN para compor a Lista Vermelha internacional.

Uma resposta para “Pantanal é o bioma com menos espécies ameaçadas segundo Livro Vermelho”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *