O PANTANAL PRECISA DE VOCÊ

Informar e promover o diálogo para um Pantanal sustentável.

VOLTAR

Microrregiões Pantaneiras: Barão de Melgaço

Apesar de ser um bioma único, o Pantanal é formado por 11 microrregiões! Cada uma possui diferentes características naturais e pode abrigar distintas espécies de animais, que variam de acordo com as condições da região. E, para que você conheça todas, nós estamos explicando uma a uma no decorrer das semanas! 

BARÃO DE MELGAÇO

Localizada entre os rios Cuiabá e Itiquira, no estado brasileiro do Mato Grosso, a região de Barão de Melgaço apresenta aproximadamente 18 503 km² em sua área total. É vizinho de um famoso paraíso natural: a Chapada dos Guimarães.

Fonte: Autor desconhecido/Divulgação

Quem foi Barão de Melgaço?

Inicialmente, a região chamava-se apenas Melgaço: derivado do termo melgas, cujo significado é “água lodosas onde proliferam moscas” na concepção dos primeiros portugueses que lá atracaram. 

A denominação Barão de Melgaço deve-se ao almirante Augusto João Manuel Leverger – o Barão de Melgaço. O título lhe foi concedido por conta de seus atos heróicos e suas qualidades como homem, militar e Presidente da Província de Mato Grosso.

Fonte: Diário da Barão

Leverger mandou construir uma trincheira fortificada nas colinas de Melgaço, no período da Guerra do Paraguai, à margem do Rio Cuiabá, para controlar as tropas paraguaias que tinham a intenção de invadir a capital mato-grossense. Por fim, a invasão não aconteceu, mas houve uma histórica movimentação militar de resistência.

Características naturais 

Em seu território, predominam as savanas (cerrado e cerradão). A vegetação é formada, em maior parte, por plantas gramíneas, com árvores espaçadas e arbustos isolados ou em pequenos grupos. Os campos existentes estão situados sobre solos argilosos e arenosos, compondo imensos retalhos na região.

Sobre a fauna regional, podemos dizer que Barão de Melgaço está entre as áreas de maior concentração de aves. Anualmente, diversas espécies procuram as planícies e matas da sub-região para procriação. Muitas vezes as aves fazem seus ninhos, dão luz aos filhotes e voam para outros cantos do Pantanal, onde seguem suas vidas normalmente.

Fonte: Viver Viajando

Paraíso turístico

Barão de Melgaço mantém viva a cultura pantaneira tradicional e esse é um grande atrativo da região. O município com mesmo nome, a 140 km de Cuiabá, conserva no centro histórico algumas casas de arquitetura colonial do século XIX, época na qual despontava como produtora açucareira.

Além dos atributos históricos, também há muita natureza para conhecer! Entre os meses de novembro a abril, que se dão os períodos de cheia, a cidade se transforma em uma ilha rodeada por um recanto natural. Dessa forma, torna-se o sonho dos pescadores desportivos.

Para quem gosta apenas de apreciar, também há a opção dos passeios de barco ou chalana! Durante o percurso, o turista pode se encantar com a observação de diversos animais típicos da fauna pantaneira. Espécies de pássaros, como garças, talha-mares (Rynchops niger), colhereiros e o famoso tuiuiú (Jabiru mycteria), além de capivaras (Hydrochoerus hydrochaeris), iguanas e vários jacarés são facilmente avistados.

Foto: Gustavo Figueirôa

O que acha de planejar uma viagem para Barão de Melgaço? Com certeza as belezas cênicas da região irão te surpreender! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *